CANTINHO UM OLHAR...UM SORRISO ...PRA VOCÊ.

domingo, 31 de julho de 2011

"O AMOR É COMO...SONHO"


"SE O AMOR"


"ANJO"


Meu anjo!!!
Você é a água fresquinha que chega
Matando a sede!!!
Você é o alimento saudável!!!
Que sustenta e fortifica
Você é o ar que recupera uma vida!!!
Você é o remédio que alivia uma dor!!!
Você é o aroma das flores
Nas manhãs de primavera
Você é um dos motivo!!
Que me faz crer, que ainda
Vale a pena viver"

"ANJO"


Meu anjo!!!
Você é a água fresquinha que chega
Matando a sede!!!
Você é o alimento saudável!!!
Que sustenta e fortifica
Você é o ar que recupera uma vida!!!
Você é o remédio que alivia uma dor!!!
Você é o aroma das flores
Nas manhãs de primavera
Você é um dos motivo!!
Que me faz crer, que ainda
Vale a pena viver"

"SOMENTE"

" Somente DEUS
é capaz de ouvir,
compreender e acarinhar
a muda voz de um coração ... "


=- Bruno de Paula -=

"SENTIMENTO..PALAVRAS SE CALAN"


" Sentimentos ...
Palavras que se calam
Olhares que falam
Alma entregue e nua "


=- Bruno de Paula -=

"NAS ESQUINAS DO PENSAMENTO"

" Nas esquinas do pensamento
me despi em silêncio e,
caminhei ...
Enraizei-me na terra,
atravessei o vento,
banhei-me do luar e,
toquei o céu.
Minh'alma escrevia na brisa,
longas cartas de amor.
Fiz de minha solidão, teu poema.
Fiz de teu jardim, meu ninho.
Um jardim de versos,
onde sonhei uma só flor,
um só perfume.
Você ... "


=- Bruno de Paula -=

"MORRO A SEDE"



" Pelas mansas águas da saudade
Sou barco à deriva
Por não saber partir

Sou mar
Sou horizonte
Ao teu encontro

Morro à sede ...
De um beijo seu
No silêncio de um olhar "


=- Bruno de Paula -=

"MORRO A SEDE"



" Pelas mansas águas da saudade
Sou barco à deriva
Por não saber partir

Sou mar
Sou horizonte
Ao teu encontro

Morro à sede ...
De um beijo seu
No silêncio de um olhar "


=- Bruno de Paula -=

"SORRIO"



" Pensamentos correm
Palavras brotam,
o silêncio afaga-as.
A mão sonha
e eu sorrio ... "


=- Bruno de Paula -=

"OCEANO DE SENTIMENTOS"



" Assim terminam os meus dias
e assim chegam as noites.
Você ...
Leve como a brisa,
navegando em meus pensamentos.
Oceano de sentimentos eternos "


=- Bruno de Paula -=

"TEU CORPO..MEU POEMA"

"APENAS UM OLHAR"



" Basta-me ...
Apenas um olhar.
Um aceno qualquer,
para mergulhar em teus lábios,
perder-me em teu olhar.
Viajar pelo teu corpo,
deslizar em tuas curvas
cobertas pelo nosso suor.
Tatear teus desejos
ali insones e explícitos.
Sentir-te por inteira,
saciar sem pressa alguma,
teus anseios e fantasias.
Olhar dentro dos teus olhos e,
chamar-te de minha Mulher "


=- Bruno de Paula -=

"E AGORA..."



" (...) E agora,
O que fazer com este coração
Que insiste em morrer por paixão ? "


=- Bruno de Paula -=

"NÃO MAIS..."



" ( ... ) A Poesia é importante em minha vida.
Mas não mais,
Que meus Amigos ... "


=- Bruno de Paula -=

"QUANDO NÓS LÍAMOS"



" Saudades de quando nos líamos devagar ...
Dos lábios que se tocavam e,
nada falavam.
Dos olhares, que nas noites,
desnudavam segredos.
Das mãos, que até ao amanhecer,
guardavam sonhos e,
colhiam flores "


=- Bruno de Paula -=

"SAUDADE DO JEITO"




" (...) Saudades do jeito que te guardava dentro de mim "


=- Bruno de Paula -=

"MINHA FILHA"

PARABÉNS PRA VOCÊ !


22 ANOS DE VIDA !


"Se eu fosse eterna ...
Te daria minha eternidade"
betty.g:)

"COMO-SE"


" Eram tão simples e verdadeiros ...
Nossos olhares,
Repousados entre sorrisos contidos.
Nossos desejos,
Entrelaçados em um só corpo.
Mãos que se procuravam
Como se ainda,
Tudo lhes faltasse "


=- Bruno de Paula -=

"DEIXAREI"


" (...) Deixarei rosas e saudades
Na janela de tuas noites ... "


=- Bruno de Paula -=

"MEU PEQUENO QUINTAL"



" Saudades do pequeno quintal
Nos fundos de uma casa humilde
Quando ainda criança.
Saudades das estrelas
Coladas em teu teto.
Dos céus azúis,
Que em noites frias
Me cobriam de sonhos.
Saudades do chão batido
Da terra úmida,
Que com ternura
Calçavam meus pés.
Doce saudade,
Que agora me beija ...
Tecendo,
Ninho em meu peito.
Fazendo-me caminhar
Para dentro de mim "


=- Bruno de Paula -=

"DESPEDIDA"



" A morte já ronda ...

O outono;
As flores;
Meus olhos dentro das noites.

Minha varanda será saudade
E meu poema,
Despedida "

" A TARDES"



" Há tardes dentro do outono,
Que me apetece,
Não parar o tempo ...
Apenas
Deixá-lo seguir em passos lentos "


=- Bruno de Paula -=

"DÓI"



" Dói,
Não mais poder tocar o ontem ...

Enxergar o passado,
Na contramão do presente.

Dói,
Falar de sentimentos ...

Suturar com palavras,
O corte profundo na alma "


=- Bruno de Paula -=

"TEUS OLHOS EM MEUS OLHOS"


" Teus olhos, em meus olhos ... ?
É o luar banhando a noite
No mais doce silêncio "


=- Bruno de Paula -=

"TALVEZ"



" Talvez esta dor ...
Alinhar ao centro
Não seja mais do que um certo silêncio.
O silêncio de alguns capítulos,
Que no decorrer de nossas vidas
A saudade sublinhou ... "


=- Bruno de Paula -=

"TAMANHO EXATO"



" Minha felicidade ...
Tem o tamanho exato de teu sorriso
A temperatura do teu colo
O tocar de tuas mãos em meus cabelos
Teus olhos deitando sobre os meus.
A chuva fina, fechando nossa noite "


=- Bruno de Paula -=

"LI UMA VIDA"



" Por muitos anos ...
Li uma vida
Que o tempo fingia escrever "



=- Bruno de Paula -=

"DEIXA-ME"



" Vontade de me perder nesse teu olhar
E devagarinho ...
Deixar-me morrer em teus lábios "



=-Bruno de Paula -=

"MEUS SILÊNCIOS"



" Tenho silêncios,
Embrulhados em segredos.
Silêncios mudos,
Que se lêem em meus olhos.
Silêncios cúmplices,
Partilhados
Entre confidências e quimeras.
Mas os meus prediletos,
São aqueles que me provocam
Sorrisos na alma ... "


=- Bruno de Paula -=

"FALTAM NÓS"



" Faltam-me palavras
Faltam-te sonhos

Faltam-nos estradas
Faltam-nos calos "


=- Bruno de Paula -=

"ACREDITO"



" Acredito que o amor
Seja um grande contador de histórias

Psicólogo das razões
Grande professor de ilusões

Encantador de corações
Tornando-nos ...

Frágeis marionetes
Em tuas mãos "


=- Bruno de Paula -=

"ETERNA ESPERA"



" Lentamente ...
O dia vai se vestindo de tarde de outono
E com ele, vou tecendo sentimentos
Abrigando saudades.

O sol, antes do último suspiro
Se entrega aos braços do horizonte
Carregando consigo
Teu longo manto dourado.

Sem forma
E sem destino
As nuvens se deixam levar,
Dando lugar ao doce beijo do luar.

Passam as horas ...
Já dormem as estrelas
E com a madrugada,
Chega a solidão.

Cravo os olhos no céu
E nele, busco teu rosto
Chamo por teu nome
Mais uma vez, não estás

Chega a luz ...
E não há noite que adormeça.
Fazendo deste querer
Uma eterna espera "



=- Bruno de Paula -=

"ONTEM"


" Ontem ...
Quando tua pele me vestiu de desejos
Teu olhar, me cobriu de ternura
Tuas mãos, acarinharam meus sentimentos ...
Tive a certeza
De que aquela minha dor,
Que tanto te incomodava,
Não mais me pertencia.
E a ferida que latejava ...
Cicatrizara "

=- Bruno de Paula -=

"BLUE"

" É assim que vou te amando ...
Na forma mais "blue" de meus sentimentos.
No tênue azul de minhas manhãs
No intenso azul de minha solidão "


=- Bruno de Paula -=

=- Bruno de Paula -=


                       ENCONTRO-ME SIMPLESMENTE NESTE POEMA Menina moça,menina mulher...Não importa o que sejas...Serás semprea minha menina...Levada, sapeca,risonha e moleca...És uma menina,tu sempre o serás.Não importa sua idade,pois sua verdade,é mais importanteque a realidade.Este teu ar infante,que trazes no rosto,sempre disposto,mostrando alegria,um feliz semblante,que nos contagia.Não mude, mulher...Continue assim,seus olhos brilhantes,tal qual diamantes,seus lábios carmim.Pareces menina,mas, és a mulherMulher que me encanta...Mulher que seduz ...Mulher que fascina...e me conduz...[red] Como romântica, sou exceção...Não resisto a uma emoção...Exponho meus sentimentos...Por um amor, tudo enfrento,E isso não lamento...Creio em esperanças...Em sonhos risonhos...Guardo boas lembranças...Tenho meus sonhos...O passado é esquecido...O presente é vivido...O futuro é o porvir...Vivo com paciência...Abomino a violência...Sonho com uma utopia...Vivendo cada dia...Minha espada, de flores é feita...Portanto... a mais perfeita...Minha arma é a mais sã...Só atira balas de hortelã...Gosto de sentir emoções...Gostosas sensações...E de emocionar corações...Vivendo com romantismo...Com maldades não cismo...Quero apenas o amor viver...Com meu amor conviver...Tenho necessidade,De sentir felicidade...
betty.g:)

"acho"

"Acho que sou bastante forte para sair de todas as situações em que entrei,

embora tenha sido suficientemente fraco para entrar."

Caio Fernando Abreu

"tudo"

Tudo já não foi dito?
Sentido?
Mostrado?
O que mais posso dizer?
Quanto mais posso me abrir se já estou às avessas?
Tudo bem não sou mais o mesmo... depois te tantas viagens...
Mas vê a água: percorre paisagens, se funde e se separa
e continua sendo água.
Sou água.

(Carolina Salcides)

"não sou"

Não sou pra todos.
Gosto muito do meu mundinho.
Ele é cheio de surpresas,
palavras soltas e cores misturadas.
Às vezes tem um céu azul, outras tempestade.
Lá dentro cabem sonhos de todos os tamanhos.
Mas não cabe muita gente.
Todas as pessoas que estão dentro
dele não estão por acaso.
São necessárias.

Caio Fernando Abreu

"que minha...splodão"

...Que minha solidão me sirva de companhia.

Que eu tenha a coragem de me enfrentar.

Que eu saiba ficar com o nada e mesmo assim me sentir

como se estivesse pleno de tudo.

Clarice Lispector

"NÃO EXIJA"

Não exija de mim...
Algo que você nunca vai ser.
Deixe-me ser, do jeito que sou!

Maria Bonfá

"NUNCA"

Nunca chore diante das pessoas que não entendem

o significado de suas lágrimas,

porque amar é uma arte mais nem todo mundo é um artista.
BETTY.G:)

"A VIDA ME ENSINOU"



A vida me ensinou a dizer adeus às pessoas que amo,

sem tirá-las do meu coração.

Charles Chaplin

"EXISTEUM LUGAR"


Existe um lugar onde ninguém pode tirar você de mim.

Este lugar chama-se pensamento... e nele, você me pertence !!!

Charles Chaplin

"A VIDA"


A vida me ensinou...
A dizer adeus às pessoas que amo, sem tirá-las do meu coração;
Sorrir às pessoas que não gostam de mim,
para mostrá-las que sou diferente do que elas pensam;
Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade,
para que eu possa acreditar que tudo vai mudar;
Calar-me para ouvir; aprender com meus erros.
Afinal eu posso ser sempre melhor.
A lutar contra as injustiças; sorrir quando o que mais desejo é gritar todas
as minhas dores para o mundo.
A ser forte quando os que amo estão com problemas;
Ser carinhoso com todos que precisam do meu carinho;
Ouvir a todos que só precisam desabafar;
Amar aos que me machucam ou querem fazer de mim depósito
de suas frustrações e desafetos;
Perdoar incondicionalmente, pois já precisei desse perdão;
Amar incondicionalmente, pois também preciso desse amor;
A alegrar a quem precisa;
A pedir perdão;
A sonhar acordado;
A acordar para a realidade (sempre que fosse necessário);
A aproveitar cada instante de felicidade;
A chorar de saudade sem vergonha de demonstrar;
Me ensinou a ter olhos para "ver e ouvir estrelas",
embora nem sempre consiga entendê-las;
A ver o encanto do pôr-do-sol;
A sentir a dor do adeus e do que se acaba,
sempre lutando para preservar tudo o que é importante para
a felicidade do meu ser;
A abrir minhas janelas para o amor;
A não temer o futuro;
Me ensinou e está me ensinando a aproveitar o presente,
como um presente que da vida recebi,
e usá-lo como um diamante que eu mesmo tenha que lapidar,
lhe dando forma da maneira que eu escolher.

Charles Chaplin

sábado, 30 de julho de 2011

"ontem"

Ontem chorei.
Por tudo que fomos. Por tudo o que não conseguimos ser.
Por tudo que se perdeu. Por termos nos perdido.
Pelo que queríamos que fosse e não foi.
Pela renúncia.
Por valores não dados. Por erros cometidos.
Acertos não comemorados. Palavras dissipadas.
Versos brancos.
Chorei pela guerra cotidiana. Pelas tentativas de sobrevivência.
Pelos apelos de paz não atendidos.
Pelo amor derramado.
Pelo amor ofendido e aprisionado. Pelo amor perdido.
Pelo respeito empoeirado em cima da estante.
Pelo carinho esquecido junto das cartas envelhecidas no guarda- roupa.
Pelos sonhos desafinados, estremecidos e adiados.
Pela culpa.
Toda a culpa. Minha. Sua. Nossa culpa.
Por tudo que foi e voou.
E não volta mais, pois que hoje é já outro dia.
Chorei.
Apronto agora os meus pés na estrada.
Ponho-me a caminhar sob sol e vento.
Vou ali ser feliz e já volto."

Caio Fernando Abreu

"TODA MULHER"

...Toda Mulher traz na alma a força dos ventos...
O fascínio de um cavalo selvagem...
A sensibilidade de uma flor, que se abre no momento certo...
e exala seu perfume...
Ela galopa contra o vento...enfrenta tormentas
Carrega consigo suas mágoas e as dissipa no ar...
Tem a alma leve Apaixonada...
Não abandona o que acredita por nada...
Não tem medo, tem asas, preza a sua liberdade...
Divide com aquele que acredita...
sua vida, seus sonhos,
seu amor e sua alma...


BETTY.G:) 30-07-2011  17:54

"EU QUIS"

"Eu quis tanto ser a tua paz,

quis tanto que você fosse o meu encontro.
 
Quis tanto dar, tanto receber.

Quis precisar, sem exigências.
 
E sem solicitações, aceitar o que me era dado.

Sem ir além, compreende?
 
Não queria pedir mais do que você tinha,

assim como eu não daria mais do que dispunha,
 
por limitação humana.

Mas o que tinha, era seu."

Caio Fernando Abreu

EU DETESTO

Sim,

eu sou sensível.

Gosto de mimos, carinho, detesto a dor e desamor!
BETTY.G:) 30-07-2011 17:45

"EU RESOLVI"

Eu resolvi que daqui pra frente, da maré da vida,
eu escolho o rumo!
Ver a vida passar pela janela é coisa pra quem se conforma em ser levado pelas ondas...
Eu quero é surfar em cima delas!

(Mell Glitter)